Carregando...
JusBrasil - Notícias
18 de dezembro de 2014

TRF1: é possível acumular dois cargos de técnico em radiologia desde que haja compatibilidade de horários

Publicado por Justiças Federais (extraído pelo JusBrasil) - 5 anos atrás

LEIAM 0 NÃO LEIAM

A Quinta Turma do Tribunal Regional Federal da 1.ª Região decidiu, por unanimidade, nos termos do voto do relator, desembargador federal Fagundes de Deus, que a atitude da Administração de coibir candidato, aprovado em concurso público, de acumular um segundo cargo de técnico em radiologia, em razão da limitação máxima de 24 horas semanais de trabalho, é ofensiva à ordem constitucional positiva. Conforme afirmou o relator, a acumulação de dois cargos de profissionais de saúde é direito constitucionalmente assegurado, desde que haja compatibilidade de horários.

Os candidatos ingressaram na Justiça com mandado de segurança contra ato imputado à Pró-Reitora de Recursos Humanos da Universidade Federal de Uberlândia, objetivando o provimento de cargo de técnico em radiologia, em virtude de sua aprovação no concurso público, independentemente de se desligarem dos empregos privados de radiologista com horário compatível com o exercício do cargo público.

O juiz de 1.º grau concedeu a segurança aos candidatos. Apelou a Universidade para o TRF, alegando, em síntese, que a pretensão dos candidatos foi negada devido à proibição contida nº 92.790, de 17 de junho de 1986, e no art. , XVII , da Constituição Federal ; a primeira, proíbe o exercício daquele cargo em jornada de trabalho superior a vinte e quatro horas semanais e, a segunda, a proteção à saúde.

A controvérsia centra-se na discussão sobre se é legítima a imposição de limite máximo de trabalho de 24 horas semanais para o exercício do cargo de técnico em radiologia.

O relator, analisando a questão, ressaltou que o art. 37 , inciso XVI , alínea c , da Constituição da República prevê a possibilidade de os profissionais de saúde, com profissões regulamentadas e, desde que haja compatibilidade de horários, como é o caso dos autos, acumularem dois cargos ou empregos na área.

Acrescentou que o art. 14 da Lei 7.394 , de 29/10/1985, que previu que será de 24 horas semanais a jornada de trabalho dos profissionais abrangidos pela referida lei - a qual regula o exercício da profissão de técnico em radiologia - não pode impedir o exercício de direito de cumulação de cargos constitucionalmente previsto, tampouco o livre acesso ao trabalho.

Considerou o relator que a proibição contida no art. 30 do Decreto 92.790 /86, que regulamenta a referida lei, de igual modo, não pode coibir a acumulação de dois cargos de profissionais de saúde, desde que haja compatibilidade de horário, sob pena de violação à liberdade do exercício da profissão.

Por outro lado, explicou que o edital do certame, que vincula tanto os candidatos como a Administração, não prevê como requisito para investidura no cargo a apresentação de CTPS a fim de verificar a adequação da carga horária do candidato ao limite de vinte e quatro horas semanais, conforme exigido pela reitoria da Universidade.

Concluiu o voto reconhecendo ilegítima a exigência imposta aos candidatos, visto restringir-lhes direito subjetivo, assegurado constitucionalmente.

Reexame Necessário n.º 2002.38.03.005784-2/MG

www.trf1.jus.br

0 Comentário

Faça um comentário construtivo abaixo e ganhe votos da comunidade!

Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "gritar" ;)

ou

×

Fale agora com um Advogado

Oi. O JusBrasil pode te conectar com Advogados em qualquer cidade caso precise de alguma orientação ou correspondência jurídica.

Escolha uma cidade da lista
Disponível em: http://jf.jusbrasil.com.br/noticias/1453944/trf1-e-possivel-acumular-dois-cargos-de-tecnico-em-radiologia-desde-que-haja-compatibilidade-de-horarios